Arquivo do mês: janeiro 2012

ANOITECIDO

Não é ele que fecha a janela às 6 da tarde: é o dia que o anoitece. Pelas frestas das persianas entram na sala os curtos-circuitos do poente. As dúvidas da manhã ainda orbitam seu corpo: cada uma delas uma galáxia … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

CELULAR NO TÁXI

A conversa sobre o mundo e sobre nada: coisas como mísseis na cidade árabe ou uma lâmpada por comprar. Instruções sobre um novo molho dadas a mais uma cozinheira, a festinha de um filho na escola mesmo, a tentação da … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

LIVROS DA ESTANTE

Como quem inaugura lápides, encontrou a poesia de Pound entre os ossos do frango (já de dois dias) comido frio no desjejum. Alimentou-se da primeira, embora tenha vomitado o segundo no chão da copa. A planta dos pés enraizada no piso … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

ALI, DO OBSERVATÓRIO

Ela poderia se perder no corredor da própria casa, poderia mesmo nunca mais voltar. Partiu em circunavegação dentro de si, buscando devorar horizontes onde nada do presente era construção. Ele nada mais fez que fotografar seu perfil contra a nuvem do … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário